Interesses do Estado no Reconhecimento Oficial do TRL

     Ao criar o TRL, não poderíamos ignorar os interesses do Estado, já que não estamos contrapondo as instituições governamentais ao Token da Paz, mas sim nos esforçando para fazer tudo para que cada Estado se torne nosso aliado. As principais suposições sobre a maneira pela qual o TRL pode ser útil para os Estados podem ser vistas na tabela a seguir.

•      Um cidadão tem o direito de vender e acumular parte do TRL para investidores, que do ponto de vista do Estado, devem ser vistos como investimentos internacionais na economia nacional (o mecanismo será desenvolvido pelo diretor do departamento TRL Alliance: Economy 4.0 e será apresentado posteriormente)

•      O algoritmo de pagamento do Token da Paz é capaz de compensar uma previsão negativa devido à introdução em massa de inteligência artificial e ao desaparecimento de empregos. Os cidadãos não permanecerão sem um meio de existência, se o governo não conseguir ser reconstruído sob uma nova economia

•     Nos assuntos domésticos, o Token da Paz é uma ferramenta incrivelmente poderosa de freios e contrapesos, impedindo a interferência estrangeira, uma vez que se baseia apenas em processos internos: o tratamento dos cidadãos pelo país, tribunais justos e respeito aos indivíduos

•      O TRL é capaz de ter um impacto positivo na luta contra a pobreza e a migração em massa, uma vez que será acumulado de acordo com o princípio da mais longa posse de cidadania

•      Os mecanismos de identificação/verificação de alta qualidade foram integrados ao TRL e, de acordo com a solicitação  justificada das autoridades, estamos fornecendo dados relativos à atividade dos usuários do sistema*. O TRL atende às exigências da OCDE no que diz respeito ao anonimato das transações, está em conformidade com a política AML (em tradução livre, Anti-Lavagem de Dinheiro)/KYC (Conheça o seu Cliente) ,  e prontamente responde às mudanças de diretrizes da União Europeia

•      O Token da Paz é um produto derivado, com a base tecnológica, para a alocação das finanças públicas e uma opção para o futuro desenvolvimento do bem-estar social público


•      O registro da organização, em múltiplas jurisdições, e a conclusão de um Memorando de Entendimento com as autoridades locais da área no qual será registrado

•      O TRL resolve a maioria dos problemas descritos no documento recente do clube romano ‘Come on!’, o que significa que os Estados reconhecerão o TRL como meio de pagamento, podem resolver tarefas globais através do método mais progressivo

 

*Países com uma taxa-TRL de 70 ou superior receberão a maior fidelidade em termos da sua cooperação com a Fundação Global TRL nessas questões

     Portanto, Roadmap significa a entrada e o reconhecimento do TRL pela ONU, pois um mecanismo deve emergir, o que equivale a qualquer violação de direitos e liberdades, e a cripto-atividade que os representa, a crimes contra a humanidade. Um mecanismo semelhante trará o reconhecimento do TRL ao nível das Nações Unidas pelos países líderes, muito mais próximo.

     Além disso, o instinto de autopreservação em relação às preocupações éticas dentro da sociedade como um todo, exige a participação voluntária de todos os proprietários da TRL na capacitação da busca e captura de pessoas que estão tentando cometer arrombamento com a finalidade de roubo, furto e outras ações que tenham um efeito negativo sobre o trabalho do Token da Paz. Todos deveriam entender a verdade simples: tentar danificar o mecanismo TRL prejudica 8 bilhões de pessoas e, portanto, não será possível sentir-se tranquilo em nenhuma parte do mundo. No entanto, a vontade de encontrar e relatar todos os erros descobertos em qualquer fase da criação, entrega e distribuição do TRL, deve ser bem recebido pela sociedade global.

     Nossos Tokens só podem gerar uma base tributária se o próprio Estado imputar isso aos residentes*

*de acordo com os contratos inteligentes, o imposto cobrado do TRL não deve ser incluído

  • no orçamento de defesa

  • no pagamento do aparato burocrático

  • em subsídios do Estado

 

O imposto recolhido do TRL deve ser alocado no*

  • financiamento do setor da Educação (isso inclui o pagamento dos professores; a construção de novas escolas; a modernização do sistema educacional; o financiamento do sistema educacional pré-escolar)

  • o financiamento de programas médicos

  • esta lista será adicionada/aprimorada no tempo devido

 

*A eficácia desses programas é acordada com os departamentos relacionados (TRL Educação: TRL Saúde: TRL Demografia, etc.)   

Fatos e Diferenças de Outras Moedas

•          Pela primeira vez na história, a unidade monetária não estará ligada à riqueza econômica, mas será suprida por indicadores da atitude em relação às pessoas e à dignidade. Somente agora, graças ao início da implementação em massa de processos automatizados de inteligência artificial, podemos considerar os indicadores não fabricados como referência (atualmente, devido à introdução em massa da automação da inteligencia artificial, podemos direcionar fatores de não-produção);

•          Se o Token da Paz existisse por séculos, na Idade Média os lugares da Inquisição não teriam sido encontrados, e a enorme tragédia que foi o Holocausto ou as repressões da população soviética nunca teriam acontecido no século XX;

•          O Token da Paz não ameaça a superpopulação da Terra, uma vez que uma parte dos rendimentos de todos os tokens do planeta serão direcionados para o financiamento de programas espaciais para a nossa civilização

Equipe do Movimento Global TRL

Traduzido por TRL Pro Bono friend Regina Pinto e Meyre Jessica James

Regina-Pinto.jpg
Meyre Jessica James.jpg